• 15 junho, 2020

Arte como Terapia1 min

Alain de Botton, filósofo e autor, coescreveu o livro Art as Therapy lançado no Brasil, em 2017, junto com o historiador de arte e também filósofo, o australiano John Armstrong, fundador da TheSchool of Life, uma organização global que se dedica a desenvolver a inteligência emocional ou as habilidades emocionais que nos ajudam a viver melhor, de forma mais plena e bem vivida.

A essência da inteligência emocional apresentada na The School of Life vem das boas ideias retiradas da Cultura, da Filosofia, da Psicologia, da Arquitetura e da Arte.Como vivemos tempos sem precedentes, ele considera a importância da capacidade que a arte tem em consolar, conectar e confortar. Olhando para obras de seis séculos, ele argumenta que a arte nos oferece validação, coragem, resiliência, otimismo e perspectiva.

A arte faz com que pensemos sobre as nossas falhas como seres humanos e contempla o peso da existência; como isso pode nos proporcionar companheirismo psicológico e cultural; e como isso nos lembra de valorizar o mundo ao nosso redor. A arte nunca foi um mero entretenimento, pois juntamente com a religião, tem sido humanitária para os tempos atuais. Além disso, a arte conecta os seres humanos como autores, arquitetos, músicos, compositores, pintores e poetas, através de seus legados.

E foi assim, pensando no real propósito da Arte que chamamos a amiga, colecionadora, advogada e acima de tudo amante da Arte: Marta Fadel, para nos dar alguns exemplos de como a arte pode nos ajudar a buscar o equilíbrio, nos tempos atuais.

Clique aqui para download do texto completo.

Fonte : The School of Life