• 15 março, 2020

Você está guardando o suficiente para a aposentadoria?2 min

Quatro perguntas que você precisa fazer para si para saber quanto você deve guardar para esta etapa da vida


Se você fizer parte da grande maioria de trabalhadores de todo o mundo provavelmente a resposta para a pergunta do título da coluna será “não”.

Pesquisas realizadas em vários países por diversos institutos mostram que os trabalhadores não se sentem confiantes quando o assunto é aposentadoria.

Saiba quais são as quatro perguntas que você precisa fazer para si para saber quanto você deve guardar para esta etapa da vida

Em geral os resultados mostram que a maior parte dos entrevistados não está confortável com as economias que estão fazendo e uma parcela expressiva sequer iniciou investimentos neste sentido.

Mas quanto é suficiente?

Esta é uma dúvida recorrente e para ser bem sincera a verdade é que não há uma resposta definitiva.

Há vários fatores que devem ser contabilizados na hora de tentar calcular uma estimativa para este valor. Veja bem, uma estimativa, e que pode e deve ser revisada periodicamente.

O ponto de partida deve ser sempre a aposentadoria oficial, é o primeiro pilar. E quanto maior for esta parcela melhor, o problema é que há um teto e ele tende a ser cada vez mais baixo.

O próximo passo é a previdência complementar e em tese ela é a responsável por cobrir a diferença entre o que você receberá do INSS e o valor total que você precisará receber para viver.

Mas, insisto, quanto será suficiente?

Algumas perguntas que vão ajudar nesses cálculos:

1- Você continuará trabalhando mesmo depois de aposentado?

Se continuar a ter receita de algum tipo de trabalho, precisará retirar menos da previdência complementar, ou seja, seu patrimônio terá uma vida mais longa.

2- Quantos serão seus dependentes?

Nesta complexa revolução do aumento da expectativa de vida, não raro encontramos filhos que demoram mais a sair de casa e se colocarem no mercado de trabalho. E isto vai impactar bastante suas despesas.

3- Que estilo de vida você quer levar?

Você é daqueles que gostam de viajar, curtir programas culturais, sair para jantar com amigos? Ou seu estilo é mais caseiro? Prefere morar em grandes centros urbanos ou no interior? Pensa em passar um tempo no exterior? Qual o custo de vida da cidade onde irá morar? Vai morar de aluguel ou casa própria?

As respostas para essas perguntas vão lhe ajudar a ter uma ideia do quanto precisará para financiar sua aposentadoria.

4- Como você está cuidando da saúde?

Saúde continuará sendo um dos seus custos depois de aposentado. Como você vai pagar por isso? Quem hoje tem um benefício — como seguro de saúde, odontológico e auxílio farmácia —pego pelo empregador já sabe como irá financiá-lo quando parar de trabalhar? Você tem um investimento para isso?

FONTE: Viva a Longevidade,por Mara Luquet