• 14 julho, 2020

Solidão, o lado sombrio do home office: saiba como evitá-la mesmo no isolamento4 min

Depois de mais de um mês de trabalho em casa, fazer home office deixou de ser novidade. E um lado sombrio do trabalho remoto pode surgir: a solidão. A solidão no local de trabalho pode ser um problema sério, mesmo quando todos estão trabalhando em um escritório. Mas a mudança repentina para o trabalho remoto pode aumentar o risco.

“Se você vinha trabalhando com outras pessoas há algum tempo, com quem tinha conexões e reuniões presenciais, se estava acostumado a esse ambiente de trabalho e agora de repente trabalha à distância com pouca conectividade, essa situação pode criar um enorme problema”, opinou Ben Fanning, autor de “The Quit Alternative: The Blueprint for Creating the Job You Love Without Quitting” (“A alternativa ao desistir: o plano para criar o emprego que você ama SEM desistir”, em tradução livre). “É como estar em uma ilha deserta.”

Mesmo se você estiver trabalhando em casa ao lado de seu companheiro ou companheira e com os filhos correndo pela casa, ainda assim poderá se sentir profissionalmente sozinho. Pesquisas mostram que a solidão no local de trabalho prejudica o desempenho. Você pode se tornar menos eficaz, pois os colegas o acham menos acessível e param de colaborar.

“Quanto mais isolado você ficar, pior será o desempenho”, disse Sigal Barsade, professor de administração da The Wharton School, da Universidade da Pensilvânia. “Você se torna menos comprometido com a organização.”

Como identificar

De acordo com o professor Barsade, a solidão leva a uma queda em espiral.

“Quando você está sozinho, se torna hiper vigilante socialmente e começa a perder suas habilidades sociais”, contou. “Você se comporta de maneira a promover mais isolamento.”

Você pode começar a divulgar demais ou omitir informações pessoais. Trabalhadores solitários também podem se tornar excessivamente cautelosos ao serem rejeitados por seus colegas, o que pode torná-los menos acessíveis, como explicou Hakan Ozcelik, professor de administração da California State University, em Sacramento.

“Pessoas solitárias leem sinais negativos mais rapidamente e ignoram sinais positivos. Elas usam filtros escuros para enxergar e interpretar mensagens.”

Aqueles que já estavam se sentindo à margem no escritório e se comunicavam apenas com um ‘bom dia’ ocasional pela manhã ou um aceno com a cabeça no corredor podem estar mais propensos a se sentirem sozinhos trabalhando em casa. “Nem isso eles recebem agora. Essas pessoas que já estavam solitárias podem se sentir ainda mais assim”, disse Barsade.

O que você pode fazer

A solidão não é uma característica — ela é mais um estado motivacional, como a fome, como compara Barsade.“Da mesma forma que sentimos fome e precisamos comer, ficamos sozinhos e precisamos de contato social. Nós não queremos ficar sozinhos.”

Atualmente, o contato social exige uma camada extra de planejamento. Seja proativo e configure reuniões virtuais e telefonemas com colegas de trabalho que podem substituir aquelas caminhadas até a máquina de café ou as conversas de corredor.

Não confie demais em mensagens de texto ou e-mail. “Uma ligação telefônica é uma cura muito melhor para a solidão do que e-mail, mensagens de textos e mídias sociais”, disse Fanning.

E lembre-se: a solidão pode distorcer a visão que você tem de seus relacionamentos. Por exemplo, você pode pensar que alguém está propositalmente ignorando seu e-mail, mas na verdade a pessoa pode estar atolada de coisas e cuidando da casa e dos filhos.

“Tente não levar para o lado pessoal quando sentir que não está recebendo o tipo de atenção e conexão que normalmente teria”, aconselhou Barsade. “O outro pode estar lidando com algo acontecendo em seu ambiente que não está relacionado a quem você é como pessoa ou colega”.

O que os gestores podem fazer

Os gestores desempenham um papel importante na prevenção da solidão entre sua equipe. “Eles precisam prestar atenção agora mais do que nunca”, disse Barsade. Isso significa perguntar regularmente como estão os membros da equipe garantir que todos estejam se conectando entre si.

Organize reuniões regulares da equipe, mas não fale sobre trabalho. Acrescente um tempo para a socialização. Para elevar o clima, Fanning sugere fazer perguntas abertas como “quem fez algo diferente neste fim de semana que queria contar pra gente?”

Mas há uma linha tênue entre ajudar as pessoas a permanecerem conectadas e sobrecarregá-las com tudo o que exige tempo. “Não faça disso um fardo que se esgota e leva ao esgotamento”, alertou Barsade.

Fonte: CNN 01/05/2020