• 29 março, 2021

Mindful Eating: o despertar para a alimentação consciente2 min

Quando entendemos que a alimentação é um ato de amor e consciência. 

Passado o carnaval de 2020, eu me vi, junto com o mundo, numa experiência devastadora: a Covid-19. Essa situação que aflige a todos, trouxe-me muitos insights, e como já estava há um ano num processo de despertar minha consciência no Todo, me dediquei a estudar mais a Terapia Integrativa Quântica (TIQ). Como nutricionista, já possuía um olhar mais comprometido com o bem-estar. Depois do TIQ com o reiki, meditação/mindfulness e respiração, cheguei aos florais quânticos. E para um melhor protocolo com os florais em meus atendimentos, percebi que o despertar consciente do paciente aos alimentos trazia uma interação mais profunda. E fui observando os benefícios da alimentação consciente, o momento do nutrir, do alimentar o corpo.

Aí vem a pergunta, o que é essa alimentação consciente? Consiste em trazer o estado de atenção plena no momento das refeições, assim como o mindfulness nos traz esse estado de atenção plena para o corpo e a mente. A partir do momento que inicio um tratamento terapêutico nutricional e quântico, começo a promover o despertar da consciência, trazendo mais percepção, foco, autoconhecimento, autorresponsabilidade e amor próprio para o funcionamento do ser como um todo. Com isso, para além do plano alimentar e das necessidades calóricas e funcionais do paciente, cria-se um novo hábito.

Acolher o alimento

Aqui, o plano abrange o respeito e o acolhimento dos alimentos que também trazem prazer, conforto. Desta forma, a alimentação consciente tem como benefícios — para além da manutenção e/ou perda de peso, a saúde preventiva e restaurativa ao corpo — o respeito pelo momento da refeição, a atenção aos alimentos escolhidos, preparados e servidos. Passando pela apreciação da textura, sabor, cor, prazer, quantidade; até a gratidão em ter o alimento.

Para além disso, pequenas mudanças de hábitos no momento da refeição, podem trazer esse estado de atenção plena como:

1 – Não mexer no celular

2 – Não assistir televisão

3 – Não ler ou escrever

4 – Se falar, apenas conversas amenas e tranquilas

5 – Prestar atenção na sensação dos alimentos.

Faço um convite. Experiencie o estado de presença, de atenção plena em suas refeições e você fará uma constatação quase mágica do poder dos alimentos na sua vida. Ser essa “curandeira” moderna me traz o olhar do passado e o olhar do futuro para uma única direção: o aqui e o agora. O estado de atenção plena durante a alimentação do corpo é como um remédio preventivo, uma “poção de cura” diária e que nos traz a consciência de quem somos.

FONTE: Vida Simples