• 13 março, 2021

“Eu me amo”: Louise Hay nos ensina a curar doenças com o amor próprio3 min

Nos Estados Unidos, a história de uma mulher que lutou pelo propósito de “curar muitas vidas” vale o reconhecimento. Louise Hay, nascida em Los Angeles, Califórnia, em 1926, e falecida em 2017, ajudou milhões de pessoas a conquistarem o bem-estar em suas existências.

A terapeuta tem um currículo amplo: escritora, fundadora da Casa Hay (editora de muito sucesso), palestrante motivacional, professora de metafísica, além de ministra da Ciência da Mente, em 1971. Seu trabalho visionário incentivou muitos indivíduos a descobrirem e aproveitarem de seus potenciais criativos para crescerem pessoalmente e chegarem à autocura.

Louise Hay é considerada uma das autoras pioneiras no mercado de autoajuda, e é apontada como umas das escritoras com obras literárias mais vendidas da história. A concepção mais presente em suas publicações é a de que as doenças físicas geralmente são psicossomáticas, ou seja, as desordens emocionais ou psiquiátricas afetam também o funcionamento dos órgãos do corpo.

Vencendo o câncer

O maior exemplo dessa teoria pode ser dado com a experiência pessoal da terapeuta. Diagnosticada com câncer, ela criou uma linha de raciocínio paralela aos pensamentos positivos para ajudar a reverter a enfermidade e voltar à saúde plena. Louise aplicou suas filosofias mediante afirmações, visualização, limpeza nutricional e psicoterapia.

“Os pensamentos que temos e as palavras que dizemos criam as nossas experiências.”

Após presenciar uma interessante história de cura, Louise Hay entendeu seu propósito de vida. Por meio de sua filosofia positiva e de suas técnicas, passou a ensinar cada vez mais pessoas que o nosso comportamento reflete na nossa saúde. Foi quando, em 1976, ela lançou seu primeiro livro: Cure seu Corpo.

As dezenas de obras literárias de Louise rodaram o planeta. Elas já foram traduzidas para mais de 25 idiomas e entraram para a lista dos mais vendidos do The New York Times. Em 1987, ela fundou a Hay House, editora com escritórios na Califórnia, Nova York, Londres, Sydney, Joanesburgo e Nova Deli. O projeto também publicou trabalhos de outros escritores de autoajuda, como Dr. Wayne Dyer, Dra. Christiane Northrup e Esther e Jerry Hicks.

Fora das páginas impressas, a terapeuta viajava com frequência pelos Estados Unidos para ministrar workshops sobre autoestima, autoaceitação, autoconsciência, autocuidado e autocura. Aos 81 anos, ela chegou a lançar o próprio filme. You Can Heal Your Life: The Movie (traduzido no português como Você Pode Curar Sua Vida: O Filme) conta a história de sua trajetória.

Louise Hay faleceu aos 90 anos, enquanto dormia.

Faça, também, a seguinte meditação para curar a sua vida:

Confira, agora, nove passos para se amar (extraídos do livro Criando uma Abordagem Positiva, de Louise Hay):

1. Pare com toda a crítica;
2. Não se alarme;
3. Seja gentil, bondoso e paciente;
4. Seja gentil com a sua mente;
5. Elogie-se;
6. Apoie-se;
7. Seja amoroso com seus pontos negativos;
8. Cuide do seu corpo; e
9. Faça o trabalho do Espelho: olhe dentro dos seus olhos frequentemente e sinta o amor dentro de você. Ainda com o espelho em sua frente, perdoe-se e diga “eu amo você”.

FONTE: Metrópoles