• 10 outubro, 2017

Como vencer a preguiça nos dias frios2 min

O Sol, uma das maiores fontes de energia natural que existe, traz muitos benefícios comprovados cientificamente para as nossas vidas – e está relacionado a menores índices de depressão. Em países onde ele aparece pouco, por exemplo, na Inglaterra, o número de pessoas depressivas é maior: devido ao clima, elas não saem muito de casa e, geralmente, marcam os encontros em ambientes fechados.

Somos visivelmente motivados pelos raios solares. Até mesmo quem gosta de se exercitar perde a motivação para treinar quando a temperatura cai – quem nunca repensou se deveria encarar o par de tênis e deixar a coberta quentinha logo cedo para treinar?

Alguns dizem que o frio é psicológico. Essa afirmação não é verdadeira! Frio é, sim, fisiológico, apesar de carregar consigo vários fatores psicológicos que podem ser aprendidos. Sabendo dessa informação, seguem abaixo algumas dicas para superar a preguiça no frio e continuar a treinar de maneira firme e forte.

1- Tenha pensamentos positivos. É importante ter em mente mantras como “se treinar hoje, estarei mais próximo do tempo que quero alcançar na prova”, “se treinar hoje, estarei mais preparado para a próxima corrida” ou ainda “se treinar hoje, estarei fortalecendo ainda mais a musculatura para evitar lesões”.

2- Crie recompensas boas e instantâneas, que incentivam a treinar. Por exemplo: “Depois do treino, irei passear, ou tomar um café da manhã caprichado”.

3- Quando a preguiça bater, é bom fechar os olhos, imaginar que está treinando e deixar fluir a sensação prazerosa que o esporte proporciona, além de perceber outras coisas boas que estão associadas ao treino.

4- Chame amigos para fazer companhia. Pode ser uma boa alternativa, pois um incentiva o outro.

5- Escolha um lugar agradável. Nessa época do ano, ambientes confortáveis e climatizados são mais atraentes.

6- Escreva metas e suas consequências de curto, médio e longo prazo, e coloque-as em lugares estratégicos, fáceis de serem vistos, como no espelho, na geladeira, na mesa ou no celular.

FONTE: Sua Corrida