• 28 julho, 2020

Como aliviar a fadiga por excesso de decisões2 min

A mudança de hábitos por causa da pandemia tem feito muita gente tomar mais decisões do que o normal. Não raro, gastamos boa parte do dia pensando se precisamos lavar a máscara, se é uma boa adiar a ida do pet à clínica veterinária ou o que dá para cozinhar sem ir ao mercado.

Esse tipo de questão, aliás, pipoca na cabeça de uma hora para outra, inclusive quando estamos trabalhando ou quando nos deitamos para dormir. E tomar várias decisões durante o dia tem deixado muitas pessoas exaustas.

Mais do que isso: essa sobrecarga cognitiva pode levar a sentimentos de ansiedade, irritabilidade, estresse e fadiga, explica a médica Beth Darnall ao NBC News Better. “Isso requer de nós uma adaptação a um nível que ainda não vivemos. Não temos modelo para essa sobrecarga cognitiva”, afirma.

A boa notícia é que, com algumas atitudes simples, podemos reduzir o número de decisões a tomar e, assim, aliviar o trabalho do cérebro. Confira, a seguir, as dicas que os especialistas compartilharam para ajudar quem está sofrendo com a fadiga mental.

Crie rotinas

Quando criamos um roteiro para cumprir no dia, podemos eliminar o peso de tomar decisões. Também ajuda se você definir alguns comportamentos automáticos, como lavar a máscara assim que chegar em casa, escolher o dia de ir ao mercado e ter uma lista definida de compras.

Faça listas

Sente e escreva quais são as suas tarefas, pois essa é uma maneira de organizar tudo o que você tem para fazer em vez de ficar o dia todo pensando nas obrigações de maneira aleatória. Além disso, é muito satisfatório ir riscando coisas da lista ao longo do dia.

Dê uma pausa

Muita gente está na maior correria desde a hora em que acorda até a de ir dormir para dar conta de tudo o que tem para fazer. Para contrabalançar, reserve alguns minutos do dia para relaxar e liberar esse sentimento de sobrecarga. “Dê um espaço no dia e na mente para ter energia depois, quando tiver de tomar decisões produtivas e saudáveis”, diz Melanie Mills, especialista em relações familiares.

Recompense-se

No meio de tanto estresse, qual é o momento em que você se recompensa por dar conta de tudo? “Se a quinta é o dia de pedir o jantar, é uma coisa a menos para pensar — e você apoia um restaurante local, uma dupla vitória”, afirma Susan Bernstein, assistente social e membro da Universidade de Boston.

Não decida

Quando as coisas estão fora do nosso controle, não estamos decidindo, apenas nos preocupando. É frustrante não ter certezas neste momento, mas é igualmente importante não deixar que as preocupações drenem nossa energia mental.

Fonte: Viva a Longevidade 03/07/2020