• 17 maio, 2022

Voltar ao trabalho presencial: como se adequar ao retorno ao trabalho?6 min

Aos poucos, a vida está retornando ao normal. Isso significa que muitas empresas que ainda estavam em um regime remoto decidiram voltar ao trabalho presencial. Esse movimento está cada vez mais comum e deve atingir mais profissionais ao longo dos próximos meses, mas nem todos podem se sentir preparados para essa mudança.

Depois de dois anos trabalhando em casa, nós nos acostumamos a uma série de coisas, como se sentir mais produtivo, não precisar dirigir ou pegar o transporte público, usar o horário de almoço para resolver atividades domésticas e aproveitar mais o tempo com a família. Isso tudo se tornou parte do nosso cotidiano, e deixá-lo para trás, de uma hora para outra, pode ser impactante.

Contudo, já era sabido que essa situação seria temporária, e quanto mais nos aproximamos do retorno ao presencial, mais precisamos nos acostumar com a volta para a normalidade.

7 dicas para se acostumar a voltar ao trabalho presencial
Assim como se acostumar a trabalhar de casa foi um processo de adaptação, que para muitos durou alguns meses em 2020, deixá-lo para trás também será um movimento realizado aos poucos. Sendo assim, para não ser pego de surpresa e ter tempo para se readequar, siga as 7 dicas que separamos para te ajudar.

1 – Foque no lado positivo da retomada
Por mais que você tenha se acostumado a trabalhar em casa, voltar a atuar diretamente do local de trabalho também traz muitos benefícios. E para fazer desse processo mais suave e tranquilo, tente focar em tudo de positivo que está atrelado ao trabalho.

O primeiro ponto a se comemorar é a desaceleração da pandemia. Se as empresas estão se sentindo mais seguras e confortáveis para voltar, isso significa que temos um horizonte de esperança à nossa frente, com cada vez menos preocupações em relação ao vírus.

Além disso, sair do home office também significa retomar hábitos e atividades que há dois anos você não realiza, como ver os colegas de expediente todos os dias, almoçar fora, sair de casa diariamente, fazer happy hours ou combinar jantares, por exemplo.

Como os ambientes e rotinas de trabalho são únicos, apenas você pode relacionar os pontos positivos do escritório, então, por que não fazer uma lista com 10 desses tópicos? Essa é a recomendação da psicoterapeuta Amy Morin, em artigo para a Business Insider.

2 – Lembre-se dos detalhes da sua rotina pré-pandemia
Outra estratégia interessante para se preparar é relembrar sua rotina em 2019. Deixar essas memórias frescas pode te ajudar a conectar momentos agradáveis com o antigo cotidiano profissional, criando ligações entre o escritório e a vida que você gostava de levar.

O cafezinho de todos os dias com seus amigos, por exemplo, pode estar prestes a voltar, assim como a oportunidade de celebrar resultados positivos e promoções pessoalmente, ter momentos de descontração e o contato direto com outras pessoas, algo que nos últimos anos descobrimos ser indispensável.

3 – Divida os sentimentos com outros colegas de trabalho
Durante essa caminhada para se adequar ao retorno, não se esqueça de dividir os sentimentos e pensamentos com outros colegas. O exercício de falar e escutar o que o outro tem a dizer pode nos ajudar e muito, seja ao identificar que não estamos sozinhos na ansiedade pela mudança, ou ao perceber nuances novas para o cenário.

Pode ser que seus colegas se lembrem de mais pontos positivos para essa retomada, ou quem sabe vocês não recordam juntos as boas vivências no ambiente de trabalho?

4 – Pense nas mudanças positivas que virão com a volta
Já parou para pensar em tudo o que mudou desde o começo de 2020? Talvez o próprio espaço físico do trabalho tenha passado por reformas, você tenha a chance de conhecer profissionais contratados durante a pandemia ou se surpreenda positivamente com as medidas de segurança implantadas pela empresa.

Ademais, como também ressalta a terapeuta Morin, esse momento pode ser a oportunidade para implementar mudanças na vida pessoal. Talvez a academia que fica na rua do escritório, por exemplo, faça mais sentido para você agora, e esse seja o começo de uma nova rotina saudável.

5 – Adapte sua rotina para evitar mudanças bruscas
Todos nós tivemos que nos adaptar à vida em casa, e isso resultou em dinâmicas que, hoje em dia, fazem todo o sentido no dia a dia. Afinal, quem nunca aproveitou o horário do almoço para lavar algumas roupas, ou lavar a louça?

Todavia, retornar ao presencial requer nos organizar para que tudo continue funcionando, e para isso, é preciso criar sistemas que evitem mudanças bruscas e mais traumáticas. Por exemplo, preparar as refeições da semana aos domingos pode ajudar, assim como trocar os horários do curso de idiomas que você iniciou na pandemia e reavaliar projetos futuros.

Se você planejava, por exemplo, fazer uma especialização tradicional nos próximos meses, já que o cronograma se encaixava com sua rotina de home office, por que não considerar uma pós-graduação EAD em 6 meses? Estudar a distância, e na modalidade intensiva, pode ser uma excelente ideia para esse momento de mudanças. Afinal, você pode estudar de onde quiser e finalizar o curso em apenas um semestre.

6 – Afaste pensamentos negativos
É normal que, neste momento, sua mente foque apenas no lado negativo de retornar ao escritório. Lembrar do que você não gostava no presencial, listar tudo o que pode dar errado e ter certeza de que você não vai se habituar podem ser pensamentos recorrentes, mas você precisa fugir deles.

Ao se agarrar ao lado negativo dessa mudança, você não conseguirá ver todos os aspectos positivos que listou no primeiro tópico do texto, lembra? Por isso, seja realista, mas deixe o pessimismo para trás.

7 – Tente fazer uma transição gradual
Para que esse movimento seja o mais tranquilo possível, o ideal é apostar em uma transição gradual, algo que muitas companhias já estão implementando. Nesse modelo, os colaboradores começam aos poucos, trabalhando presencialmente apenas algumas horas ou dias na semana.

Dessa forma, você consegue se reacostumar aos horários de dormir e acordar, relembra os caminhos até o escritório, seus rituais da manhã e, pouco a pouco, se adequa ao retorno da antiga rotina.

Por fim, voltar ao trabalho presencial pode ser uma ótima experiência para você, ou pode não ser tão agradável assim. Se você se deparar com o segundo caso, pode ser interessante conversar com os seus líderes ou considerar uma mudança de emprego. O trabalho remoto é abundante atualmente e, embora mudar de emprego possa parecer assustador, lembre-se que você tem opções.

Fonte: Portal Pós